Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

23/10/2019 às 10:03, Atualizado em 23/10/2019 às 11:07

Vereador Kennedi Forgiarini encaminha requerimento de pedido de informações com relação ao transporte escolar rural.

Cb image default
Assessoria de Imprensa Vereador Kennedi Forgiarini

Vereador Kennedi Forgiarini, usando de expediente legislativo, encaminhou na sessão ordinária da última terça-feira (22), requerimento de pedido de informação ao chefe do Poder Executivo Prefeito Municipal Dr. Marcelo Ascoli como também, ao Sr. Aquis Junior Soares, Controlador Geral do Município e Sra. Alice Rosa Gomes, Secretária Municipal de Educação solicitando aos mesmos que, chegou ao conhecimento deste Parlamentar através de áudios e ligações telefônicas que, a empresa de transportes escolar Nathalia Nunes Osiro, CNPJ: 20.334.503/0001-00 a qual explora o serviço público de transportes de alunos na linha Vista Alegre/Sidrolândia, não vem prestando um serviço adequado conforme pactuado no contratado pelo Município. Constam nesses áudios diversas reclamações de pais de alunos onde constata-se que virou “costume” a quebra do ônibus que realiza o serviço, sendo que não há ônibus reserva para socorrer tais alunos. Desta forma, quando acontecem tais problemas fica a cargo de cada pai ir buscar os alunos onde quer que estejam.

De acordo com o Vereador Kennedi Forgiarini, esse fato além de estar em desacordo com as cláusulas contratuais de exploração do serviço de transposta escolar, causa risco a vida e a integridade física dos alunos menores. Além de causar enormes transtornos aos pais. Desta forma este Parlamentar usando de suas atribuições que o cargo lhe confere, requer: Que as autoridades já nominadas acima tomem as devidas providências, quais sejam:

1) Notificação da referida empresa;

2) Que sejam aplicadas as multas contratuais previstas;

3) Que a empresa apresente laudo de vistoria mecânica do veículo ônibus que explora a linha;

4) Que o município determine prazo não superior a 10(dez) dias para que a empresa substitua o veículo em uso por um veículo novo;

5) Não sendo atendidos os pedidos acima delineados, que seja rescindido o contrato com a empresa prestadora dos serviços e seja contratada uma nova empresa em regime emergencial;

6) Findado o contrato emergencial, seja feita uma nova licitação para o ano letivo de 2020.