Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
Limpar Configurações

20/11/2019 às 09:23, Atualizado em 20/11/2019 às 09:25

Vereador Fá da Silva encaminha requerimento de pedido de explicações ao Executivo Municipal para que o mesmo informe sobre denúncia de uso indevido de carro oficial.

Cb image default
Assessoria de Imprensa Vereador Geosafá da Silva

Vereador Geosafá da Silva usando das prerrogativas garantidas e previstas em lei e, usando de expediente legislativo, encaminhou na noite desta terça-feira, (19), requerimento de pedido de explicações ao chefe do Poder Executivo Prefeito Dr. Marcelo Ascoli, para informar, comunicar e oficiar o mesmo tendo em vista que, houve um campeonato de karatê no dia 17 de novembro de 2019, com início às 08:00 horas e término as 18:00 horas, no rádio clube campo, na cidade de Campo Grande/MS, onde a Associação Olímpica de Karatê de Sidrolândia participou, tendo solicitado apoio a este órgão público, Prefeitura Municipal, com relação a ajuda de transporte dos alunos até o evento, o que foi negado por este referido órgão. Cabe ressaltar, recebimento denúncia de que um único carro da frota oficial da Prefeitura Municipal de Sidrolândia fez o transporte de apenas um único aluno e não de todos, ferindo os preceitos básicos da administração pública. Com base nas informações acima que constam da denúncia recebida requer:

Considerando que uma das principais funções do vereador é fiscalizar os atos do Poder Executivo;

Considerando que a Prefeitura Municipal tem um orçamento de mais de R$ 190.000.000,00 (cento e noventa milhões de reais) e os referidos projetos não recebem apoio do Prefeito Municipal;

Considerando o princípio da igualdade e impessoalidade como prega a constituição federal;

Considerando que este vereador recebeu algumas denúncias sobre os referidos transportes e que precisa e deve ser apurado, é que REQUEIRO:

1) Quem autorizou o uso do carro Fiat Mobi com Placas – QAB 4821 a fazer tal deslocamento no dia 17 (domingo) de novembro de 2019 até a cidade de Campo Grande.

2) Quais os princípios de legalidade usados para que de forma escancarada fosse negado a ajuda para o transporte dos alunos do projeto de um todo, e a convicção da legalidade de se usar o carro para atender apenas um.

3) Quais valores foram gastos, com comprovação de notas fiscais, no devido transporte de apenas um atleta até o local do evento.

Segundo o Vereador Fá da Silva: “Recebemos esta denúncia em nosso gabinete e a primeira reação que nos vem a cabeça é de que, em tempos de hoje, absurdos cotidianamente acontecem em nosso Município. Denúncia gravíssima e que deve ser imediatamente investigada e apurada não só pelo executivo municipal como também, pelo Ministério Público Estadual. Segundo a denúncia, a mesma dá conta que o poder público deslocou um carro de sua frota oficial com apenas um atleta em detrimento dos demais que também necessitavam de transporte e, essa atitude nos soa não só como um absurdo como também, muito estanho. Pedimos não só ao Executivo Municipal que a princípio negou o transporte à toda delegação que se apresentaria na referida competição como também, a Secretaria Municipal de Esporte por intermédio de seu representante legal, e que, ambos, tragam imediatamente à luz todas as indagações que fazemos no teor deste requerimento. A sociedade sidrolandense quer saber do porquê que existiu nesse triste episódio em questão, essa absurda acepção (tratamento diferente) de pessoas e, qual o critério que foi usado pela administração pública para transportar apenas um atleta não se importando com os demais”.